Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Lei de Murphy. E está tudo dito!

15.05.19, Peixe Frito
Calor abrasador. Tão abrasador que a fruta desmaia e cai da árvore e os tomates assam no pé do tomateiro, em plena horta. Calçar ténis com dias destes, é um enorme potencial de cheirar a chulé, sem falar do calor que se gera dentro dos mesmos - só nos apetecendo descalçar - e do transpirar dos pés, gerando lagos e escorregas dignos de parques aquáticos. Detesto ir a andar e a escorregar dentro do meu próprio sapato. Lindo. Pareço uma gazela que nasceu há minutos e está a (...)

Isto começa a cheirar a complot.

25.03.19, Peixe Frito
Já me aconteceu tirar o tampão invés do batom do cieiro da mala, tirar o cartão para picar o ponto na máquina na empresa e me cairem pensos higiénicos no chão, mas acho que esta, merece coroa pelo seu brilhantismo, inteligência no disfarce, camuflagem - embora meio daltónica, pois a embalagem é multi colorida e aos bonecos - pela sua "sorrateirice" aguda e (...)

Esta ainda não me tinha acontecido.

18.02.19, Peixe Frito
Ouve-se lá nos confins do aquário mor uma conversa entre avô e neta: - Vai pedir à tia Peixa, que ela ajuda-te. Passinhos pequenos e rápidos, em jeito de corridinha e oiço uma vozinha de quem me vêm cravar algo, versão gato-das-botas, mas vocalizado: - Ó tia Peixaaaa... - olho para ela e ela de beiço estendido e olhinhos de Bambi - tiras estas coisas da minha plasticina? A mirar a plasticina, na minha mão, vejo algo que parecem pedacinhos de ramos lá metidos. - A (...)

E eu a pensar que ele é que estava com a "cadela".

28.12.18, Peixe Frito
Preparar para deitar, tudo a postos e enfiar nas mantas. Ahhhh que bom, ao fim de um dia de trabalho, finalmente, matar saudades da almofada!! Afofar na santa paz dos lençóis, ali que nem um mimo, e eis que... - Saraaaaaaa... Ó Sara! Saraaaaaaaaaaa! SARAAAAAAAAAAAAAAAA!! Fosga-se, ninguém merece tal festival. Então não começa uma criatura das grutas - só pode ser das grutas pois ninguém sai a aquela hora para a rua a não ser os noctívagos - a gritar desalmadamente na rua, no (...)

E depois são as vacas que têm muito "leite"

27.12.18, Peixe Frito
Há criaturas que nem sequer têm a mínima noção da sorte que têm, da "cága", da vaca, da leitosa, da leiteira que por vezes a vida lhes sopra e nem sequer precisam de uma pata de coelho nem de um trevo de quatro folhas. Ora então, passo a relatar a sorte grande à qual assisti hoje. Para não variar, uma varejeirazorra arraçada de bóing, andava a azucrinar-me o juízo. Pimbas, de encontro contra o vidro do gabinete, mas o dom dela de atravessar vidros devia de estar sem pilhas (...)

Cambada de mimados, as criaturas que crio com todo o amor do mundo.

07.11.18, Peixe Frito
Tenho uns peixes que são o máximo. Contam já com quase onze anos de vida e cada dia que passa, mais cromos ficam. Qual foi a última deles? Amuaram. Sim sim, amuaram. Sabem porquê? Eu conto. Descuidei-me com os floquinhos que lhes dou de comer e, quando ia colocar floquinhos no aquário no ritual diário de quando chego a casa, vejo que a embalagem ficou vazia. "Uppsss" pensei "Caraças que me esqueci dos floquinhos". No dia a seguir, voltei a esquecer. Pois olha... não comeram nesse (...)

Só me calham destas na rifa.

12.10.18, Peixe Frito
- Ó tia Peixa... «ui que aí vêm coisa», pensei logo. - ...porque é que os aviões são tão pequeninos lá em cima (no céu) e cá embaixo são tão grandes?   Faz parte da praxe, os meus sobrinhos aquando pequenos, me fazerem este tipo de perguntas.  Qualquer dia pergunta-me a teoria da evolução ou a origem do universo.

Esta gente...

23.05.14, Peixe Frito
  Numa conversa amena entre colegas:   - É Peixa? Aprendeste uma nova técnica de massagem, assim só a olhar e a abanar? - diz a criatura a fazer movimento de vibração a abanar uma mesa com as pernas lá encostadas, mãos nos bolsos, de pé.   - Só a olhar...?! Oh pá, a sério...? Viste o que acabaste de dizer...?   E foi só ver a cara da criatura, a realizar o que tinha acabado de dizer em conjunto com os movimentos que estava a fazer.   Ó despois são os outros, que têm (...)