Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Your love is like bad medicine. Bad medicine is all i need...!

28.03.19, Peixe Frito
Pois é, pois é. Chamem-me o que quiserem (fofinha, linda, maravilhosa, nicónio e afins) mas um dos amores do meu coração, arrebatador, que me consome, incendeia, me faz encarnar o pecado da gula e de escavar a embalagem com uma colher, tal e qual um prisioneiro a escavar o túnel da sua fuga da prisão, venha quem vier que não a destrona dos píncaros (...)

Eu chorava baba e ranho e implorava para pararem!

26.09.18, Peixe Frito
Admiro as criaturas que ficam tão felizes e contentes, quando lhes cantam os parabéns. Eu, desde pequena, que era praticamente proibido me cantarem os parabéns. Mesmo depois de adulta, se puder evitar, evito. Uma pessoa fica ali assim, a olhar para aquelas pessoas todas a festejarem o estarmos a ficar carcaça, a baterem palmas, desafinarem, disfarçamos a olhar para a vela e começamos a ficar com instintos piromaníacos por a vela nos estar a hipnotizar, sopramos a vela e mandamos (...)

Sou uma rebelde, com certeza cheia de germes na barriga, mas uma rebelde.

12.03.18, Peixe Frito
Ralhava-me a mãe Peixa, eu era mais moçoila, quando me apanhava a beber água da torneira do lavatório, na casa-de-banho. Honestamente, não entendia o porquê e argumentava que a água vinha toda do mesmo sítio, quer saísse da torneira da cozinha quer saísse da do lavatório - na verdade, até a que sai do autoclismo. Porém, essa não me atrevo eu a provar ou beber. Já alguns canitos, discordam de mim - ao que me respondia que ali se lavavam as mãos, não era para beber água. E (...)

Há quem me chame de "estranha" mas eu acho que sou mais é "original".

27.02.18, Peixe Frito
Taras e manias à parte - que cada um têm as suas menos eu, que é mesmo só charme e defeito de fabrico - não sei se lhe hei-de antes chamar preguiça ou calanzisse mas a pura das verdades, é que não há nada como ter desafios que nos complicam a vida e sem sentido sequer de existirem, ainda mais quando estamos a despachar-nos para irmos a algum lado, com o relógio em modo "tic-tac-tic-tac". Tenho o hábito - sim, não mania - de quando dispo um pullover que por debaixo têm uma (...)

Pareço um animal ruminador.

26.01.18, Peixe Frito
 Confesso que tenho dias assim. Se não for estaladiço e fizer "crunchhh" nos dentes, não sabe ao mesmo e não me toca na alma. Claro que não falo de alimentos que por si só têm natureza suave mas sim de coisas como umas batatas fritas, amendoins, pipocas, cereais (só com leite bem gelado quase a congelar os macacos do sótão) e até o chocolate (que guardo religiosamente no frigorífico, mesmo no inverno). (*violinos*) Que eu possa sempre preservar esta tara, que toda a gente que (...)

Taras e manias, vá-se lá saber.

19.01.18, Peixe Frito
Há quem defenda que apanhar ar faz bem à alma. Caminhar. Apanhar sol nas trombas. Ver o mar. Ouvir as ondas... o cheiro a maresia. E.. snifar algas. Pára tudo! Eu sei que há gostos esquisitos - muita gente me olha de soslaio por eu adorar o cheiro a gasolina (sem instintos piromaníacos pelo meio) ou o cheiro de terra molhada - mas desde quando snifar algas é algo zen? Ou eu sou muito mal abençoada com as algas com que me deparo nas praias da Costa do Sol ou então má frénds, (...)

Até me podem dar cebolas que me vai saber a maçã!

26.06.17, Peixe Frito
É pá, raios partam mais à criatura das trevas, que congeminou na sua ervilha que habita o interior do crânio, o catano do snack de amendoins cobertos por wasabi...! Posso afirmar com toda a clareza que, apesar de por vezes sentir uma onda picante fantasmagórica a subir a nuca, me virem lágrimas aos olhos de tal maneira que quase choro o oceano Atlântico ou o wasabi me picar desalmadamente a língua - fazendo com que as minhas papilas gustativas tenham tendências suicidas ou ataques (...)

Taras e manias

03.02.16, Peixe Frito
  Sim, cada um é como cada qual. Essa é a frase que muita gente utiliza, para dissimular o facto de que acha alguém estranho ou peculiar. No meu caso, limito-me a franzir o sobrolho.   Isto tudo para dizer que, cada maluco têm a sua pancada. Digo isto por experiência própria. Uma das minhas pessoais, que adicionei muito recentemente ao meu curtíssimo rolo de papel higiénico (tal é a pequena quantidade) das minhas manias, é o hábito que tenho de, após lavar as mãos e de as (...)

Não aperto mesmo o casaco todo, sem dúvida...!

15.07.10, Peixe Frito
   Há manias do caraças. O tempo vai passando, e assim, vai-me fazendo observar como eu sou uma criatura deveras peculiar - quanto mais velha, mais arrepios-de-vergonha-alheia provoco a mim própria. Obviamente que todos nós temos as nossas taras, manias e pancadas, tal Marco Paulo latente dentro de todos nós, mas começo a desconfiar, que já começo a ter mais dessas coisas bizarras e a roçarem o estranho no seu expoente máximo, a caracterizarem a minha fantástica e inebriante (...)