Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

A minha vida dava um filme, só com estas cenices.

08.05.20, Peixe Frito
Ora digam lá, se não é motivador, dia após dia, depois de lavarem uma catrefa de loiça - não sei se vos acontece mas a minha procria. Se as bichas estão no lava-loiças juntinhas e empilhadas, num abrir e piscar de olhos, já está o mesmo a tostes. Parecem coelhos a procriar, mas adiante - no exacto momento em que tiram um belo cozinhado do forno, lindo, tostado, apetecível, cheiroso, quando acabam de se espreguiçar no sofá ou até quando vão ao frigorífico tirar três um (...)

Aprendam meus filhos, aprendam... Que génios destes, não duram para sempre.

20.12.19, Peixe Frito
Um parque automóvel têm buracos no pavimento. É chato... são as poças que nem girinos criam de tão manhosas, é a malta a por lá os pés aquando vai para as suas viaturas, sou eu a meter os pés nas poças de propósito só para me meter com os colegas que andam de ténis e fogem das poças como diabo da cruz, sem mencionar que a manobrar, os carros as cilindram. Então, há que reparar... certo? Claro. Em dia que está aviso amarelo no país inteiro, de que uma tempestada se (...)

Se calhar só a mim é que estas coisas me são irritantes.

17.10.19, Peixe Frito
Não, não estou novamente a falar de melgas mas de algo parecido: vizinhos. Há uns vizinhos velhotes lá para as minhas bandas do aquário, que eu sei sempre quando recebem cartas que não são deles: Escrevem nos envelopes! "Não mora aqui" "Morada errada" uma das que mais aprecio ler é "Senhor carteiro, esta pessoa não mora nesta morada", entre tantas outras observações que os senhores fazem nas cartas, na frente do envelope, a escrivinharem quase todo o envelope! Agora, hoje em (...)

Questões latentes que invadem a minha alma.

26.06.19, Peixe Frito
Passar na porta de um vizinho e ouvir um secador de cabelo, a funcionar. Coisa que achei mega estranha. Digno de um caso dos x-files aka coscuvilhice alheia. Qual o espanto, Peixa? - perguntam vocês. Pois bem, meus caros, não sei se o senhor vive sozinho mas nesta conspiração, vive - até porque nunca o vi em companhia assim de ninguém que denunciasse tórrido caso de amor - E é solteiro, abandonado, sem filhos, cão e gato. Apenas uma coisa eu tenho a certeza - além de que o cão (...)

Pessoas e as suas cenices esquisitas.

21.06.19, Peixe Frito
Ao observar outras pessoas, aprendi que a melhor altura para se lavar, limpar e polir uma viatura, é mesmo quando o sol se está a por e nós já não vemos uma peça das caldas à frente do nariz e, na pura da loucura, só com um paninho! - ai se o Mr Myiagi sonha!! Verdade seja dita, assim todos os riscos e spot's mal lavados deixam de se notar e a viatura fica que é uma maravilha! Faz lembrar a situação de lavarmos as janelas de casa e elas estarem magníficas e depois quando lhes (...)

Não há nada como apoio moral.

04.12.18, Peixe Frito
tum-tum-tum-tum (*barulho de martelar efusivamente na parede*) - Parte essa m3rda!! - ouve-se berrar de fundo tum-tum-tum-tum (*barulho de martelar efusivamente na parede*) - Dá-lhe mais!!! - Hein? - Dá-lhe mais cuarago!! tum-tum-tum-tum-tum!!!!   Haja companheirismo no local de trabalho. Pior estou eu, que tenho de os ouvir a martelar e a berrarem uns para os outros.

Algo tão idiota que de facto me queima o miolo.

07.06.18, Peixe Frito
Estacionar ao lado de um carro mal estacionado. Eita que me põe os nervos em franja! Nhónhice a minha, mas eu gosto de estacionar la viatura direita e de rodas direitas, assim tal como Deus a pôs no mundo. Nada cá de merdices de estacionar enviesada, torta, de rodas viradas para fora. Nada disso. Agora imaginem, eu a querer estacionar o peixmóbil direitinho, até porque o espaço pelos lados do aquário não abundam de estacionamento, logo convém sermos sensatos e estacionar do (...)

É mesmo à patrão e qualquer dia dá asneira.

24.04.18, Peixe Frito
Há uma tendência natural de aquando me cruzo com criaturas pequenas de qualquer género/espécie, sejam bebés, crianças ou até gatos ou canitos (não querendo comparar crianças a animais, naturalmente), que se dê uma interacção com a minha pessoa. Os bébés ficam fixos a olharem para mim e, quando olho para eles, sorriem com todas as gengivas e alma para mim. As crianças, normalmente adoram-me e não me largam. Os gatos observam-me... observam-me... observam-me. Depois lá (...)

Um autêntico cenário digno de filme de terror!

19.02.18, Peixe Frito
Se há algo que dá ganas a alguém de nos trocidar, sovar com a xanata da avó ou até de nos indicar o caminho mais longo para o nosso destino, nos indicando o sentido para uma estrada rural cheia de mémés e mata-velhinhos é chegarmos a um local, super lotado e ficarmos com o último lugar de estacionamento vago. Acreditem em mim que até senti o olhar matador do casal que apareceu imediatamente depois de mim, ao darem a volta ao carro, tais predadores a olharem para uma carcaça, (...)

Eita homem valeeeeente...! Quase rasga as calças...?

23.01.18, Peixe Frito
- Hey Peixa, porque é que tens umas olheiras que mais pareces um panda? A resposta a esta e a muitas outras perguntas, no texto abaixo. (ou não)   Os meus vizinhos, devem ser arraçados de ratos: adoram furar as paredes. Passam a vida naquilo. Azar o meu, que têm alguma preferência por tornar a casa num queijo suiço ao fim-de-semana, não me deixando relaxar e desfrutar do meu sono de beleza convenientemente. Porém, há uns tempos, a situação até deixou de me incomodar - bem... (...)

Olha para aquilo!

03.06.09, Peixe Frito
   Ainda nem sequer é hora de almoço, e já se está a alambazar!     Está ali um alfinete (um tipo de aranha, com as patas muuuuuito compridas) todo contente a fazer a folha - neste caso é mais casulo - a uma traça que caiu na teia dele. Que selvajenaria! A natureza é mesmo cruel. Bem que lhe podia ter calhado um bife do lombo, mas não! Caiu-lhe ali uma traça gordalhufa, que só sabe é comer pano e roer papel. Deve ser cá um pitéu... um bocado insípido, não?

Bem...

12.02.09, Peixe Frito
... o meu vizinho deve ser arraçado de pica-pau: Faz tantos furos nas paredes em casa, que aquilo mais deve parecer um queijo.     Deve estar tudo seguro com pregos, e é por isso que aquilo ainda não desabou, de certeza, tal é o amor com o martelo.