Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Um autêntico cenário digno de filme de terror!

19.02.18, Peixe Frito

Se há algo que dá ganas a alguém de nos trocidar, sovar com a xanata da avó ou até de nos indicar o caminho mais longo para o nosso destino, nos indicando o sentido para uma estrada rural cheia de mémés e mata-velhinhos é chegarmos a um local, super lotado e ficarmos com o último lugar de estacionamento vago.

Acreditem em mim que até senti o olhar matador do casal que apareceu imediatamente depois de mim, ao darem a volta ao carro, tais predadores a olharem para uma carcaça, com olhar mega psicótico e hóstil que, por momentos, me fez desaparecer todo o barulho circundante, aumentar o silêncio e som dos grilos, acompanhado com a música da banda sonora do mítico filme "Tubarão". 

E eu que achava que pegar a última peça de roupa em saldos e gramar com o ar da tipa que a ia agarrar mas que as suas unhas não chegaram a tempo ou ir ao Continente no dia de promoção de 50% de desconto nos brinquedos na altura do Natal, eram coisas que desafiavam a sorte, tentavam a morte e aumentavam a probabilidade de chegar a casa às fatias, mas afinal, não podia estar mais iludida.

Só faltou me dizerem que desta vez escapa mas que para a próxima as coisas não ficam assim, com a promessa de me "acertarem o passo".