Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Uma pessoa bem tenta, mas não se safa.

16.07.19, Peixe Frito

Partilho que hoje - sim hoje mesmo - de manhã, estive a fazer o almoço para levar para o emprego. Decidi fazer caril de feijão vermelho. Logo aqui, várias coisas a debater:

Primeiro, que me esqueci da asafoétida e a parte de gaseficar dos feijões vai ser interessante. Esperemos que a bicheza das minhas miudezas não queira dar uma party (*dedos cruzados*).

Segundo, decidi fazer caril. Caril! Aquilo pigmenta tudo por onde passa e a minha cozinha têm bancadas brancas. Podem imaginar o cenário digno de uma cena de crime, versão daltónico amarelo.

Terceiro, mesmo sem ter mexido directamente no caril... tenho as mãos a cheirar a caril. Mas como raio é possível?? E se eu já lavei as mãos hoje... ui. Estou a ver que o caril está taco-a-taco com o cheiro da sardinha nas mãos e do alho.

Olha agora, vou passar o dia a cheirar a chamuça!!!

Pronto. Era isto. Para o que haveria eu de estar guardada. Com tanta coisa para cozinhar, teve logo de ser caril.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Peixe Frito

    16.07.19

    Eh pá, mal cheiroso é aberto a debate!! Há uns que dá gómito! Só se fizerem como ao tabaco e existir uma zona para flatulência ahahahah Com direito a máscaras!!
    Dizem os entendidos que não se deve conter uma gaseificação intestinal. Que o intestino pode dar nó. Não sei se isto é comprovado cientificamente ou se foi mesmo um "cagão" (desculpa a expressão) que disse isso para se poder largar à vontade ahahah
    Beijinhosss
    P.S.. Adorei a sigla!!!
  • largar posta:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.